segunda-feira, 20 de julho de 2009


A Santidade do cristão

“Isto, portanto, digo e no Senhor testifico que não mais andeis como também andam os gentios, na vaidade dos seus próprios pensamentos, obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza. Mas não foi assim que aprendestes a Cristo, se é que, de fato, o tendes ouvido e nele fostes instruídos, segundo é a verdade em Jesus, no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano, e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”. (Efésios 4: 17-24).

Vivemos nossos últimos dias, o retorno do Rei se aproxima. Lutamos as últimas batalhas de uma guerra ganha no Calvário. Cristo vem buscar a sua noiva. O Leão da tribo de Judá (Apocalipse 5:5) já está às portas, mas, será que estamos preparados para a sua vinda?

A bíblia relata no livro de João capítulo três o encontro de Jesus com Nicodemos, e que encontro! Numa das mais profundas passagens bíblicas encontramos Jesus dizendo aquele homem: “Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo”. Em suas magníficas palavras Jesus revelava o caminho para a salvação da humanidade. Não há vida se primeiro não existir a morte. Jesus afirmava assim aquilo que Paulo repetiria aos Efésios quando disse que o velho homem deveria morrer e que deveríamos nos revestir do novo homem criado segundo Deus.

Mas como isso se aplica a nós, jovens, em pleno século XXI? Como podemos matar o velho homem?

Jesus é o início, o meio e o fim dessa resposta. A Bíblia diz que os “meus filhos pecam por não conhecerem as escrituras” (). A Bíblia é o nosso manual de morte ao velho homem. Através de seus ensinamentos Jesus nos explica que devemos negar a nós mesmos e seguirmos aquilo que Deus nos tem preparado. Paulo fala dos frutos do Espírito, características que aparecem em nós quando verdadeiramente nos revestimos do novo homem.

O mundo tem feito grande retaliação ao estilo de vida que Jesus nos convida a viver. Tentam mudar os valores, tentam mascarar os pecados, tentam mesclar filosofias, afinal, nada mais moderno do que o Ecumenismo. O discurso é belo, seus porta-vozes atrativos, mas, as intenções, nem tanto. Matar o velho homem significa que tudo aquilo que é contrário as palavras de Jesus não podem mais fazer parte de nossa vida.

Mas é impossível! Você pode estar afirmando nesse momento. Eu concordo que seja difícil, mas, impossível Jesus mostrou que não é. É certo que quanto mais nos aproximamos de Cristo, de sua palavra, menos temos que nos preocupar com o velho homem, é um processo natural realizado pelo Espírito Santo de Deus, é um milagre a cada minuto, a cada segundo de nossas vidas, depende de nós o arrependimento, a vontade, mas, o milagre, a mudança são realizações de Deus. Louvado seja então o nome do Senhor!

Jovem, não olhe para trás, insista, não desanime, o preço já foi pago, a batalha já está ganha, Deus quer contar com você hoje e sempre. Revista-se do novo homem e siga nessa batalha até a volta do Leão da tribo de Judá.


Tá aí um vídeo do youtube que trata sobre a morte do velho homem. Vale a pena assistir.


http://www.youtube.com/watch?v=E6KdsSt6ClE

8 comentários:

Miriam disse...

Para alguém ter uma vida de santidade não é fácil, para o jovem então...
Ainda bem que encontramos em Jesus a força e graça para seguir.

Convido a fazer uma visita tbm.

A Paz e que Deus abençõe seus projetos.

Miriam disse...

Vou deixar aqui o link do meu blog
http://midavalo.blogspot.com/

A Paz.

Vinicius disse...

é Miriam, concordo com você que é buscar a santidade não é fácil, mas, com certeza, em Cristo encontramos forças para vencer. Não é fácil, mas, precisamos aprender a confiar plenamente em Deus para vencer essa batalha diária.

Paz do Senhor!

Miriam disse...

Propaganda não...interagir é a palavra chave para qualquer blog,principalmente os iniciantes como nós.

Zazá, Isa, Isabela. disse...

A graça e a paz de Cristo.
Quero parabenizar o blog, que achei muito bonito e interessante. Continue levando a menssagem do nosso Rei para que alcançe o máximo de pessoas possível. Que Deus possa lhe dar muito sucesso e bençãos em sua vida!
Não esquece de retribuir a passagem no meu blog, eu agradeceria. *-*

Godswork disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Delfim disse...

Boa noite, bom achei muitu pertinente a postagem, santidade realmente é algo que a igreja de hoje em dia n pode perder pois o grande problema dos nossos dias é q as pessoas tem se afastado dos principios sagrados deixados por Cristo isso dentro da propria igreja, e é um tema muito mais pertinente ainda entre nós jovens pois muitas vezes nós acabamos ao inves de fazer a diferença procurandu ser como os jovens q n tem a Deus e é essa é uma grande falha pois Deus quer q seu povo tenha a sua mark seja um povo diferente separado nao alienado mas um povo q demonstra uma diferença n q devamos nos isolar do mundo claro q n pois a luz de Deus em nós tem q brilhar para que almas sejam alcançadas e se a luz estiver escondida nao haverá brilho

"14 Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte;
15 nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa.
16 Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus.
"MT-5:14-16

entao nós nao devemos nos isolar do mundo e sim mostrar a luz de Deus a ele para q ele tbm queira essa dadiva para sua vida

bom axei seu blog muitu interessante e me tornei seguidor ja, gostaria de te propor parceria eu tenho um blog q tbm fala de Jesus e tem como objetivo principal falar do amor de Deus.

http://jesus-cristo-salva.blogspot.com/

espero q goste, Deus te abençoe

José Delfim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.